logo © 2011 aab arquitectura lda

EQUIPAMENTOS > CENTRO SOCIAL E PAROQUIAL DE FRANCOS

 

localização: Francos, Porto

data de projecto: 1995

fase: em construção

área de construção: 3.641,50 m2

 

Este projecto a cargo da Paróquia de Nossa Senhora da Boavista, na cidade do Porto, pretende dotar a “Zona de Francos” de um complexo de apoio social designado Paróquia de Nossa Senhora da Boavista - Centro de Acolhimento de Francos. Este novo “centro” será composto por 4 Edifícios, designados por E1, E2, E3 e E5, sendo o E1 destinado às Crianças, o E2 às valências direccionadas para a 3ª Idade, o E3 para receber uma Igreja e Capelas Mortuárias e o E5 para albergar algumas Salas de apoio. Existia ainda um quinto edifício designado por E4 - Pavilhão Desportivo mas que deixou de existir nesta fase.

O terreno, cedido pela Câmara Municipal do Porto a título de concessão temporária, situa-se no interior de um quarteirão, entre as Ruas Central de Francos e Rua Direita de Francos, e constitui um quadrilátero com os lados orientados no sentido dos quatro pontos cardeais com acesso principal pelo vértice voltado a nordeste.

O projecto original teve início em 1995, foi registado na Câmara Municipal do Porto em 2001 e o projecto de arquitectura deferido em Dezembro do mesmo ano.

IMPLANTAÇÃO E COMPOSIÇÃO
A meio do terreno dispõe-se uma Praça de forma rectangular que ordena e estabelece as directrizes do conjunto a edificar.

O Edifício E1, no topo Norte, com as duas fachadas maiores: uma a Norte e outra a Sul, destina-se a uma CRECHE para 33 crianças, um JARDIM DE INFÂNCIA com capacidade para 60 e um APOIO DOS TEMPOS LIVRES (A.T.L.) para mais 40.

O Edifício E2, no topo poente, com as duas fachadas maiores: uma a Nascente e outra a Poente, destina-se a CENTRO DE DIA com capacidade para 40 idosos, a LAR DA TERCEIRA IDADE para 23 e a SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO para 30.

Estes dois edifícios configuram dois lados consecutivos da praça. O terceiro adquire expressão através de uma renque de árvores que delimita a praça, sem contudo a tornar impermeável à expansão visual e atravessamentos no sentido de um pequeno bosque, lateral à nova Igreja (E3).

Do lado oposto, e com acesso independente pela Rua Direita de Francos, resolvem-se o E3, que recebe a Igreja e as Capelas Mortuárias, e o E5 onde se organizam algumas salas de apoio e remata a empena oferecida pelo conjunto edificado ao longo do referido arruamento.

O CRITÉRIO
No que concerne aos Serviços de Refeitório a prestar às várias valências do Edifício E1 - CRECHE, JARDIM DE INFÂNCIA e ATL - e do Edifício E2 - LAR DE IDOSOS, CENTRO DE DIA e SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO - optou-se pelo reforço de convivência dos vários grupos etários; igual preocupação satisfará, para todo o conjunto, a Sala Polivalente. Deste modo, a Cozinha e seus Apoios são comuns.

A Praça – com um dos seus lados delimitado pela arborização existente e o outro com arborização a criar funcionará como Logradouro, Distribuição e Encontro de todo o conjunto. A área a Sul está reservada para um Campo de Jogos, espaço originalmente afecto a um gimnodesportivo que entretanto deixou de ser prioritário. Um pequeno Recreio Coberto apoiará o JARDIM DE INFÂNCIA e a CRECHE e a Alameda criada pela arborização servirá também de Recreio e de espaço destinado a Pequenos Jogos.

O acesso pedonal ao Edifício E 2 faz-se pelo vértice oposto à entrada no recinto, ou seja, pela faixa que está arborizada. O acesso motorizado aos Serviços de Apoio e Cozinha fazem-se pelo lado norte, junto aos limites da propriedade e no enfiamento da entrada automóvel. Aqui, uma baía destinada a aparcamento automóvel organiza-se junto à entrada do recinto.

Equip0
Equip1
Equip2
Equip3
Equip4
Equip5
Equip6
Equip7
Equip8
Equip9
Equip10
Equip11
Equip12